Um computador de modo mais técnico funciona como uma calculadora, independente do que é feito com ele, no fundo para a CPU é sempre números que são calculados, pode ser um texto, vídeo, imagem ou programa, o computador só entende 0 e 1 que é o sistema de numeração binária.

O programador tem a tarefa de dizer para o computador o que deve ser feito, que informações devem ser pedidas ao usuário, onde serão guardadas, como devem aparecer e etc.Seria muito difícil e trabalhoso dizer isso usando apenas números 0 e 1, por esse motivo existem as linguagens de programação.

Uma linguagem de programação é uma linguagem artificial criada para facilitar a comunicação entre o programador e o computador.

Você escreve um algoritmo, mas precisa automatizar esse algoritmo, precisa que o computador execute ele pra você, então você precisa aprender uma linguagem de programação para poder se comunicar com a máquina.

Existem varias classificações de linguagens, a mais comum é a classificação por nível, quanto mais baixo o nível mais complexo é o código e instrução da linguagem, quanto mais alto mais fácil de compreender por humanos.

Tabela com exemplos de linguagens e seus níveis:

Baixo nível Alto nível Altíssimo nível
Assembly, C (depende do uso) Java, Python, Ruby, C++ Maker, LiveCode, mIRC

Cada uma dessas linguagens tem um propósito diferente, como foram criadas em épocas diferentes, as vezes fazer a mesma coisa em uma delas é mais fácil do que na outra.

Exemplo, um programa que apenas mostra uma mensagem “Olá, Mundo!” em linguagem Java – alto nível

Agora o mesmo programa só que escrito em linguagem Assembly – baixo nível

E por último o programa escrito em mIRC – altíssimo nível

Como vemos na tabela acima, cada linguagem tem seus próprios termos que são diferentes entre si, mas no final executam a mesma tarefa.

no próximo post sobre linguagens, vamos conhecer os tipos de linguagens: interpretadas e compiladas.